terça-feira, 12 de janeiro de 2016

12º Dia - 12 Dias de Jejum e Oração

José é empossado governador do Egito: liderança aprovada.

CLAMOR PELA LIDERANÇA
“E esta palavra foi boa aos olhos de Faraó, e aos olhos de todos os seus servos. E disse Faraó a seus servos: Acharíamos um homem como este em quem haja o espírito de Deus?(...) Disse mais Faraó a José: Vês aqui te tenho posto sobre toda a terra do Egito.(...) E saiu José da presença de Faraó e passou por toda a terra do Egito” (Gn 41.37-46).

MEDITAÇÃO

José foi traído e abandonado. Enfrentou adversidades longe das pessoas que ele amava, mas, permaneceu leal a Deus. Tudo parecia ir à direção oposta do sonho que teve ainda menino. Até o dia em que percebeu que para viver os sonhos de Deus, seria preciso estar no centro da vontade de Deus. Sua vida passou a ser uma verdadeira parábola de liderança e, nos faz lembrar três princípios que devem nortear a vida de todos os que desejam influenciar pessoas e serem bons lideres.

  1. A obediência gera visão, honra e credibilidade. Todas as vezes que José era requisitado, estava pronto para obedecer. Era um homem resolvido. Ao obedecer, somos estimulados a ter uma fotografia do futuro (visão). Quando não se tem visão qualquer direção serve, quando não há metas qualquer resultado é bom, e quando não há alvo a mediocridade fará parte de sua vida. Por ser um homem resolvido, José sabia obedecer e por isso tinha visão e, com ela teve honra e a credibilidade. Depois de ouvir o jovem, Faraó o honra diante de todos e confirma a todos o que ele já tinha adquirido por conta da obediência: credibilidade.

  1. Maturidade para tirar lições das adversidades. Foi o próprio José que disse: “Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; porém Deus o tornou em bem, para fazer, como vedes agora, que se conserve muita gente em vida” (Gn 50.20). Não precisamos questionar os motivos que nos leva ao abandono, prisão e esquecimento, mas, o que podemos aprender diante do abandono, na prisão e no esquecimento. Isto demonstra maturidade.

  1. Humildade para depender de Deus. José sabia da sua origem e, reconhecia que Deus estava com ele. Paulo disse que Deus nos dá espírito de sabedoria, poder, amor e moderação (2Tm 1.7). Só é possível adquirir sabedoria de Deus quando se tem humildade (1Pe 5.5) e, só é possível demonstrar sabedoria quando atuamos com mansidão (Tg 3.13). Portanto, quem depende de Deus é porque teme a Ele e, só os que conseguem temer são capazes de aprender a serem sábios e humildes (Pv 15.33).

Precisamos ir até Jesus e desfazer toda a “carga” e receber o descanso dele para aprender com ele o caminho da obediência, da maturidade e da humildade, para estarmos no centro da vontade de Deus. Não permita que nenhuma raiz de amargura cresça e prejudique tanto você quanto as pessoas ao seu redor (Hb 12.15), mas busque ter paz com todos e se esforce para viver uma vida completamente dedicada a Deus (Hb  12.14), como foi o caso de José.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

1. Ore pedindo a Deus que lhe mostre qual o seu ministério.
2. Ore pedindo a Deus força, sabedoria e coragem para assumir responsabilidade.
3. Ore pedindo a Deus que lhe prepare para ser honrado.

CONSAGRAÇÃO

Jejum sugerido: Abster-se de Café e derivados e refrigerantes. Procure ter uma alimentação saudável. Busque ao Senhor, alimente-se espiritualmente e prepare-se para a vigília mais tarde.

“Medita estas coisas, ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos” 1 Timóteo 4.15

Nenhum comentário:

Postar um comentário