terça-feira, 12 de janeiro de 2016

11º Dia - 12 Dias de Jejum e Oração

José salva sua família da miséria: provisão material

CLAMOR PELA PROVISÃO DE DEUS
“Assim não fostes vós que me enviastes para cá, senão Deus, que me tem posto por pai de Faraó, e por senhor de toda a sua casa, e como regente em toda a terra do Egito.(...) E ali te sustentarei, porque ainda haverá cinco anos de fome, para que não pereças de pobreza, tu e tua casa, e tudo o que tens” (Gn 45.8-11).

MEDITAÇÃO

Existe uma enorme necessidade nas metrópoles do mundo hoje e, se chama fome. Semelhante a época de José no Egito, milhares de pessoas, de várias partes do mundo, foram para o Egito em busca de alimento, provocando superpopulação, e aumentado ainda mais a necessidade de racionar alimentos. Não era diferente na época de Jesus Cristo. E na medida do possível Ele procurou atender as necessidades das pessoas que o cercavam em busca de cura física e alimento, por isso em duas ocasiões Ele deu graças nos poucos pães e peixes e ofereceu a multidão.

A história de José indica três procedimentos para atender as necessidades da multidão.

  1. Trabalhar, reconhecendo que foi Deus que deu a oportunidade. José agora é o governador constituído por Deus e pelo próprio Faraó. Em toda a sua trajetória, teve a oportunidade de honrar a Deus fazendo da melhor forma o que seus patrões pediam. Tinha plena certeza que Deus estava oferecendo uma oportunidade para ocupar-se de modo que deveria estar à disposição para ajudar as pessoas transformando a realidade delas.

  1. Investia, quem não arrisca não petisca. Salomão ensinou a lançar o teu pão sobre as águas para que depois de algum tempo encontrar (Ec 11.1), isto é, diversificar as oportunidades, repartir o que tem. O que José fez foi acreditar nas pessoas e, dar a elas a oportunidade de crescer. Criou um ambiente de refrigério e descanso, acolheu as pessoas de modo que elas se sintam seguras. Impressiona a forma que José administrava, pois fazia com que tanto ele, o Egito e as nações vizinhas prosperassem. Salomão disse exatamente isso, lança e você achará.

  1. Tenha fé que Deus irá sustentar tanto você quanto as pessoas que estão ao seu redor. José mandou dizer ao seu pai que ele os sustentaria nos próximos anos. Não se tratava de uma fé em si mesmo, mas, a fé em Deus que estava na direção da sua vida. A diferença de uma pessoa que fica esperando acontecer e de outra que trabalha arduamente, é que a ultima foca sua vida em Deus, sabendo que ele sustenta a cada manhã e dá oportunidades para que cresçamos: “porque dele e por ele, e para ele são todas as coisas, glória, pois a ele, eternamente” (Rm 11.36).

Não fique esperando as coisas acontecerem. Somos chamados por Deus para fazer diferente em nossa geração. Deus deseja nos prosperar, para que as pessoas ao nosso redor também sejam próspera. Portanto, oremos com fé como se tudo dependesse de Deus e de fato tudo depende dele, mas trabalhe com fé e inteligência e arrisque diversificando as oportunidades, poupando e repartindo.

MOTIVOS DE ORAÇÃO

1. Ore para que Deus abra as portas dos tesouros do Céu e nos abençoe.
2. Ore pelo crescimento material.
3. Ore pela libertação dos cativos.

CONSAGRAÇÃO

Jejum sugerido: Dieta a base de frutas, legumes e verduras (Jejum de Daniel – Daniel 1.12; 10.2, 3). E faça uma programação com a família.

“...o Senhor era com ele (José) e que tudo o que ele fazia o Senhor prosperava em suas mãos” Genesis 39.3.

Nenhum comentário:

Postar um comentário