segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Advento²

Ainda não chegou o Natal, afinal, é Advento. No entanto, já está próximo!. Alguns estão alegres. Estão com saúde, empregados, bons salários, bom convívio familiar. Haverá grandes compras de presentes e comidas, tudo demonstrando muita alegria. Muitos conseguirão lembrar, por meio de situações e símbolos natalinos, que Jesus chegou! O Messias esteve e continua entre nós. Muitos perceberão claramente os seus sinais e maravilhas. Estamos vivendo dias de milagres.

O mercado está aquecido, a lista de presentes extensa. Entretanto, muitos não estão percebendo o hedonismo crescendo. Para muitos, é rotina, tudo normal. Mas a enfermidade está presente nas casas, hospitais, asilos e creches. Crianças e idosos abandonados, talvez, não estejam vivendo este tempo de milagres. Mesmo em lares abastados, a tristeza, a solidão, a ira, o ódio, a falta de perdão, drogas...

Alguns até estão participando de Cultos, reuniões, mas não vivem indiferentes, alheios. Cantam hinos, veem a cidade decorada com luzes e nas igrejas, mas estão insensíveis ou machucados demais, quem sabe até marcadas pela dor e o sofrimento, que não estão vivendo a Graça de Viver com Cristo. 

Difícil contraste! Uns percebendo o novo. Outros completamente alienados! É isto. Muitos já perceberam a chegada do Reino; outros, ainda não! Muitos já se abriram para a novidade, ou seja, Deus veio até nós. Não estamos sozinhos em nenhum momento e em nenhuma situação. No entanto, muitos ainda sofrem sós. 

Precisamos anunciar este novo tempo, esta mudança de mente (metanoia - do grego). Um tempo de transformação, é tempo de abandonarmos os medos e as angústias e percebermos que Cristo trouxe, traz e sempre trará o Natal. Nós temos de anunciar possibilidade de perdão, de paz, de esperança neste tempo de advento.

Portanto, este é um tempo em que cada um de nós pode se arrepender na vida pessoal e social e levar a mensagem de Esperança, pois em Cristo há esperança! 

É advento! É tempo de abrir a porta para o novo de Deus. Proclamamos, um novo tempo. Aqueles que nos cercam precisam saber de Cristo, sejam ricos ou pobres, enfermos ou sadios e viver as maravilhas de um novo tempo. Que cada um de nós possa ser portador do advento, das boas-novas, da paz, da fé, da esperança e do amor. É advento, em breve comemoraremos o nascimento do Rei!

Vamos preparar nossos corações, limpando e jogando fora o desânimo, a falta de fé, de coragem, de amor. Ele quer nascer em nossas vidas! Ele quer nascer nos lares!

“Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.” Isaías 9:6


Marcel RMSS
Texto publicado no boletim 50/2014   -   14 de Dezembro da IECB - Paróquia Betesda

Nenhum comentário:

Postar um comentário