domingo, 27 de maio de 2012

PENTECOSTES

João 20: 19 a 23.
Encerra o ciclo pascal com a Festa do Pentecostes. Pentecostes que significa cinqüenta, cinqüenta dias após a ressurreição do Senhor. 



A Festa de Pentecostes era nos primórdios a Festa da Colheita, os povos agradecidos a Deus pelas bênçãos do Céu, faziam uma grande festa pelos frutos colhidos graças à providência do Criador. 


Assim como Jesus veio para aperfeiçoar a Lei, nEle a Festa de Pentecoste torna-se a Festa do Espírito Santo, ou como dizia Santo Agostinho: “o Nascimento da Igreja”. 


No Pentecostes mais uma vez se fala a linguagem do amor. Cada um falava em línguas diferentes, porém todos entendiam o que falavam. O Espírito Santo respeita a individualidade de cada um e ao mesmo tempo une todos em uma só língua: a do amor. 



O amor é a manifestação clara e evidente da ação do Espírito Santo no Pentecostes, ação esta que não desune, não causa confusões como na torre de babel, mas que une a comunidade, como unido está o Pai, o Filho e o Espírito Santo: a comunidade perfeita. 



Em Pentecostes é, pois, revelado plenamente a pessoa do Espírito Santo, a terceira pessoa da Santíssima Trindade, a alma da Igreja. 



Nossa sociedade consumista nunca esteve tão vazia de tudo. É preciso que nós os cristãos sejamos portadores desta Graça maravilhosa, desta experiência única e encorajadora que é o envio do Espírito Santo. 



Como é difícil em nossos tempos encontrar cristãos comprometidos com o evangelho, cristãos dispostos a dar a vida pelo próximo, a derramar o coração em amor a Deus e ao irmão que sofre. 



Que o Santo Espírito possa nos encher com sua Paz, Amor, Unção e os Dons, para que possamos impactar o mundo.


MARCEL RMSS

Nenhum comentário:

Postar um comentário