sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Por que jejuar? 4

4 - Jejuamos Para Nos Purificarmos do Pecado 
(e nos tornamos aptos para ajudar outros no caminho da consagração)


     De acordo com as Escrituras Sagradas, Jesus Cristo tirou todo o pecado do mundo na cruz do Calvário. Sim, isto é, sem dúvida, uma realidade gloriosa. Contudo muitos de nós ainda vivemos "cercado" ou "embaraçados" por pecados e parece que por mais que nos esforcemos e os evitemos, eles continuam nos assediando e trazendo frustrações. Esta tem sido a realidade da sua vida? Na verdade, nosso Deus, sendo conhecedor de nossa natureza, providenciou de antemão provisão para sermos, não somente vencedores sobre o pecado em nossas vidas, mas também aptos para nos posicionarmos na brecha da intercessão por outros. Se existe algum mal hábito ou pecado "crônico" em sua vida que ainda insiste em mantê-lo longe daquilo que o Senhor tem preparado para você, saiba que é hora de humilhar a sua alma no Jejum e na Oração, e o Senhor purificará completamente. Uma vez purificado  e andando no poder do Espírito Santo, esteja de prontidão para o momento e que o Senhor o levantará em intercessão para a vida de outros. Um outro modelo desta prática, além de Jesus Cristo, foi o profeta Daniel:

"E eu dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza. E orei ao SENHOR meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor! Deus grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; Pecamos, e cometemos iniqüidades, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos;" (Daniel 9:3-5)

     Podemos, sem dúvida, usar este modelo de oração para nossa Igreja, por nossas crianças e até mesmo por nossa cidade e nação. Daniel está confessando que eles, a nação inteira havia saído dos caminhos do Senhor e, o motivo de estarem vivendo em tamanha derrota, foram os pecados e as transgressões cometidas pelo seu povo. Ora. Daniel foi um homem mais justo de sua geração! Este foi aquele homem, que com ousadia e fé, tapou a boca dos leões e humildemente confessou "Senhor, nós pecamos."
     
"E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior até ao menor. Esta palavra chegou também ao rei de Nínive; e ele levantou-se do seu trono, e tirou de si as suas vestes, e cobriu-se de saco, e sentou-se sobre a cinza. E fez uma proclamação que se divulgou em Nínive, pelo decreto do rei e dos seus grandes, dizendo: Nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas provem coisa alguma, nem se lhes dê alimentos, nem bebam água; Mas os homens e os animais sejam cobertos de sacos, e clamem fortemente a Deus, e convertam-se, cada um do seu mau caminho, e da violência que há nas suas mãos. Quem sabe se se voltará Deus, e se arrependerá, e se apartará do furor da sua ira, de sorte que não pereçamos? E Deus viu as obras deles, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha anunciado lhes faria, e não o fez." (Jonas 3:5-10)

     O Jejum para a purificação pode ser, as vezes, um pouco confuso para se entender devido à sua natureza no processo de purificação de nossas vidas. O jejum tem capacidade de "trazer à tona" de nosso ser toda as podridão do pecado e sujeira de maus hábitos que, diariamente, "borbulham" na superfície de nosso viver. Seja paciente, pode ser doloroso, não se desencoraje. O Senhor recebe o nosso "sacrifico" (Jejum) e nos limpa completamente!

Nenhum comentário:

Postar um comentário